My Tea Break

Rediscovering Tea around the world

Tea and Art – Interview with Josefina Ribeiro

3 Comments

Durante o mês de Julho tive a oportunidade de visitar a Exposição “Ar.Co Bolseiros & Finalistas 10” no Palácio Galveias em Lisboa. A exposição reunia uma seleccão de trabalhos de alunos bolseiros e finalistas no ano lectivo 2009/2010 nas áreas de desenho, pintura, escultura, cerâmica, fotografia, joalharia e design.

O projecto de Josefina Ribeiro não podia passar despercebido… São 2000 desenhos de pássaros pintados a tinta da china e o papel utilizado tem diferentes tonalidades. A tonalidade do papel é adquirida através da Técnica do Chá, mergulhando as folhas de papel em diferentes tipos de chá.Em entrevista ao My Tea Break, Josefina Ribeiro fala do seu percurso e de como surgiu a ideia para este projecto.

1. Qual o nome ou título deste projecto?
Decidi não dar título a este trabalho, não gosto de títulos. Prefiro deixar em aberto. O título pode ser enganador quanto ao conteúdo do trabalho exposto, cria expectativas a quem vê. Um título mal escolhido pode ser negativo (o inverso também é verdade…) mas prefiro que o trabalho valha pelo seu valor estético.

2. Quando começou o seu percurso artístico e como é que descobriu as suas competências artísticas?
Fiz o Curso de Design no IADE. Seguidamente trabalhei algum tempo na área da arquitectura de interiores. Foi à 12 anos que comecei a seguir com alguma intensidade a pintura. Por esta altura inscrevi-me na escola Arteilimitada, do pintor Felipe Rocha da Silva, onde estive 5 anos. Quando tive a certeza que era aquilo que eu queria e que fazia sentido para mim foi quando fui para o ARCO, onde completei o Curso Completo de Pintura (3 anos), o Curso Avançado de Artes Plásticas (2 anos) e Projecto Individual (2 anos).

3. Como surgiu a ideia deste projecto?
A ideia deste projecto surgiu num momento em que eu estava no atelier do Arco a mostrar trabalho ao meu tutor Manuel Caldeira e ele olha para alguns pequenos desenhos e me diz: “O que achas de encheres esta parede numa semana?”. Uma semana depois a parede estava cheia e o projecto foi crescendo.
Uma das características mais importantes deste trabalho é a velocidade com que é feito, a execução rápida de cada desenho individualmente. A repetição das formas, o não pensar, o “sai o que sai”. Não penso, não há tempo para tal. Não existem perguntas de execução, apenas executo. Deixo a intuição funcionar.

4. Qual o processo utilizado para dar diferentes tonalidades ao papel?
O processo para dar as tonalidades ao papel é a “técnica do chá”. Todos os dias faço tinas de chá onde mergulho as folhas de papel. Os chás que escolho são muito variados pois só assim consigo obter os vários tons. À custa de experimentação seleccionei alguns chás.

5. Como surgiu a ideia de usar chá?
Esta técnica surgiu de forma intuitiva. A ideia veio ter comigo quando eu estava no atelier a beber um chá e ocorreu-me mergulhar uma folha de papel no chá. Apreciei o “ar” antigo do papel e experimentei pintar com um pincel chinês e tinta-da-china. Gostei do efeito e fiz e 2000 desenhos de pássaros.

Para mais informação sobre este projecto visite http://josefinaribeiro.wordpress.com/

This slideshow requires JavaScript.

Happy Tea Break.
Tania

________________________________

During the month of July I had the opportunity of visiting the Exhibition “Ar.Co Bolseiros & Finalistas 10” at Palácio Galveias in Lisboa. The exhibition had a selection of projects from sponsored and finalist students from the 2009/2010 intake in areas such as drawing, sculpture, ceramic, photography, jewellery and design.

I couldn’t have missed the project from  Josefina Ribeiro  …  2000 drawings of birds painted with Chinese Ink on a paper with different tones.  Josefina achieved the different paper tones through The Tea Technique, which involves dipping the paper sheets in different kinds of Tea.

Interviewed by My Tea Break, Josefina told us about her career path and how she got the idea for this project.

1. What is the name or title for this project?
I decided not to give a title to this project as I don’t like titles. I prefer to leave it open. The title can be misleading to the content of the project and it creates expectations to the public. A wrong title could be negative (and the opposite also applies…) but I prefer to judge a project by its esthetic value.

2.When did you start your career as an artist and how did you find artistic skills?
I finished my Design Degree at IADE in Lisbon and started working as an interior architect. But 12 years ago I started following painting with intensity and enrolled at the Arteilimitada school, from the Portuguese Painter Filipa Rocha da Silva, where I stayed for 5 years. When I was certain this was exactly what I wanted to pursue, I enrolled at ARCO, where I completed the Painting Course (3 years) , the Advanced Plastic Arts Course (2 years) and the Individual Project (2 years).

3. How did you get the idea for this project?
The idea for the project happened in a moment when I was at the Arco Atelier showing work to my tutor Manuel Caldeira and he looked to some small drawings and said “What do you think of filling that wall with drawings in one week?”. A week later the wall was full of drawings and the project kept growing. One of the main characteristics of this project is the speed of each drawing’s execution. I don’t have time to think about the result, the outcome is always unexpected. There are no questions, I just do it and leave my intuition working.

4. What was the process used to achieve the different paper tones?
I used the Tea Technique to achieve the different paper tones. Every day I make buckets of Tea where I dip the paper sheets. I chose different kinds of Tea to achieve the different tones. I experimented several Teas and selected some for the project.

5. What inspired you to use Tea for this project?
The technic came up in a intuitive way. I was at the atelier drink a Tea and suddenly I had the idea of dipping the sheet of paper in the Tea. The paper came out with a nice antique look and I then started painting with a Chinese brush and Chinese ink. I liked the look and made 2000 drawings of birds.

For more information about this project please visit http://josefinaribeiro.wordpress.com

Happy Tea Break.
Tania

Advertisements

3 thoughts on “Tea and Art – Interview with Josefina Ribeiro

  1. I relaly needed to find this info, thank God!

  2. Dear Kerryn, we are glad you found useful information in our blog. Hope you continue to check it! Stay tuned!

  3. Some genuinely nice stuff on this web site , I love it.